Oportunidade: palavra chave para jovens e adultos que participam de cursos na Praça CEU
Cerca de 1/3 de quem passa pelos cursos no local consegue colocação profissional
21/03/2019 Social

Desde que foi inaugurado, em outubro do ano passado, o Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), localizado no Jardim Flórida, já atendeu dezenas de jovens e adultos com a oferta de cursos e oficinas ministrados no local. No espaço também funciona o Centro de Referência em Assistência Social (Cras), ambiente responsável por acolher pessoas em situação de vulnerabilidade social. Além dos aspectos comunitários, há outra característica em comum entre pessoas que procuram o CEU e o CRAS: a força de vontade para mudar sua própria realidade.


Ilustrando este exemplo de perseverança, a jovem moradora do Jardim Nesita, Maria Eduarda Poletti Camargo, 16, por iniciativa própria buscou as oportunidades oferecidas pelo CEU. Ela participou de um curso de telemarketing e está empregada. Segundo a estudante do ensino médio, foi a preocupação com o seu futuro que a fez, literalmente, sair do lugar. “Quando a gente se vê numa situação em que melhorar de vida só depende de nós mesmos, temos que montar uma estratégia. Não podemos esperar as coisas acontecerem.” Não por acaso, o sonho de Maria Eduarda é ser juíza de direito.


Trilhando o mesmo caminho de persistência está Lucas de Jesus Costa, 19, morador do bairro Eugênia Maria. O jovem participou do curso de atendimento ao público, em outubro do ano passado. Ele já havia passado por sua primeira experiência profissional como menor aprendiz. Agora atua na área de relacionamentos com clientes. “Para chegar até aqui o curso na Praça CEU foi o grande diferencial”, comenta.


No CEU e no CRAS estão constantemente previstas iniciativas que envolvam oficinas de geração de renda voltadas aos jovens e adultos. “Parcerias com o CIEE (Centro de Integração Empresa-Escola) e sistema S (Sesi, Senai, Sesc, Senac) nos ajudam a ministrar cursos de administração, telemarketing, técnicas de arquivo, técnicas de entrevista para acesso ao mercado de trabalho entre outros”, explica a assistente social Rosane Ferrarini.


Segundo ela, o CEU disponibiliza recursos físicos, insumos e matérias primas, enquanto as entidades entram em cena com seu potencial de capacitação.


Somente entre os meses de outubro e novembro de 2018, mais de 40 alunos frequentaram os cursos promovidos pelo CEU. Pelo menos 15 dentre eles conseguiram emprego ou estágio. “Vários adolescentes estão desenvolvendo sua carreira por meio do CEU”, acrescenta Rosane. O objetivo é desenvolver o protagonismo do jovem em meio a sociedade”, finaliza.


A finalidade da Praça CEU em Campina Grande do Sul, que é promover a ação social e estimular nas pessoas o resgate de sua autoestima, vem sendo praticada com sucesso, segundo o prefeito Bihl Zanetti. “Temos que avançar cada vez mais em relação ao cuidado com as pessoas, oferecendo recursos que façam com que elas reconheçam o quanto são capazes de realizar seus sonhos”.


Serviço: a Praça CEU de Campina Grande do Sul está localizada na rua Miguel Thomeu, 674, Jardim Flórida. Informações podem ser obtidas pelo telefone 3679-4914 ou pelo e-mail pracaceu@pmcgs.pr.gov.br.